6 motivos para se tornar uma revendedora de produtos

0

Muita gente fica em dúvida sobre se vale a pena ou não se tornar revendedora de produtos e obter, com este tipo de serviço, uma renda extra (ou até mesmo a principal renda de seu orçamento). Este é o seu caso? Então, descubra algumas vantagens que você pode conquistar ao revender produtos de qualidade e grande procura para seus amigos, parentes e novos clientes! Vamos lhe apresentar, nesse artigo, seis motivos para você se tornar uma revendedora de produtos.

Tenha flexibilidade de horário

Um dos maiores problemas com qualquer tipo padronizado de trabalho é a falta de flexibilidade dos horários. As pessoas às vezes se sentem pressionadas por horas fixas e intransigentes de entrada e saída. Essa rotina sempre acaba resultando naquele corre-corre estressante tradicional dos dias atuais.

Entretanto, quando você é uma revendedora de produtos, pode escolher o melhor horário para exercer as suas atividades relacionadas com sua renda e com o lazer. Essa característica permite até mesmo conciliar trabalhos diferentes. Além disso, a revendedora de produtos poderá usufruir de mais tempo com sua família, caso se dedique a apenas uma atividade. Esse é um grande passo na conquista de uma rotina mais autônoma, menos rígida e menos controlada. É, portanto, uma forma de trabalhar e se sentir mais satisfeita e menos pressionada.

Conquiste maior ganho por produtividade

O trabalho de uma revendedora de produtos segue a regra geral de quanto maior a sua produção diária, maior será a renda ao final do mês. Quanto mais a revendedora vender produtos, mais dinheiro ela vai conseguir arrecadar.

O ganho por venda implica em um esforço pessoal, na busca constante por pessoas que se interessem pelo produto e se tornem clientes. Nesse aspecto, leva-se em conta o carisma da revendedora de produtos, o número de amigos e conhecidos, sua capacidade de expressão verbal e seu poder de persuasão. Geralmente, esses são talentos inatos, mas que podem ser desenvolvidos por qualquer um.

Não é necessário fazer grandes investimentos

Na maioria das vezes, não é necessário capital de investimento inicial para se tornar uma revendedora de produtos. A empresa fornece ou indica os produtos para a revenda, e o revendedor compromete-se com a venda de todos os itens que requisitou. Trata-se de uma parceria, em que a parte financeira cabe à empresa, enquanto à outra parte compete a função de vender uma boa quantidade de produtos.

Receba incentivos para a venda

A revendedora de produtos pode ganhar bônus quando são atingidas determinadas metas de vendas especificadas pela empresa. Se a revendedora conseguir vender certa quantidade de itens em dado período, pode ganhar bonificações. Essas remunerações adicionais podem se apresentar de diferentes maneiras: como um adicional extra, em forma de brindes ou presentes, referências profissionais, uma maior porcentagem de lucro sobre cada produto e muitos outros benefícios oferecidos para a boa revendedora. O estabelecimento de metas de vendas e ganho de bonificação extra é uma das formas básicas de estimular a revendedora de produtos a conseguir bons resultados.

Tenha comodidade na entrega dos produtos

As empresas que trabalham com revenda costumam enviar pelo correio suas mercadorias até a casa da revendedora de produtos. Dessa forma, ela goza de fácil acesso aos itens que irá comerciar. E tudo isso no aconchego de seu lar, sem complicações.

Conte com materiais de apoio para concretizar a venda

A revendedora de produtos conta com o apoio de catálogos que a empresa fornece, sempre atualizados. Através da relação de produtos e de livretos com imagens e códigos, é possível mostrar aos clientes todas as novidades e opções disponíveis, além de facilitar a sinalização correta de seus pedidos.

O catálogo funciona como fonte de informações indispensável à revendedora de produtos, já que é rico em imagens e fornece todos os detalhes necessários sobre cada produto disponível. Vale dizer que o catálogo pode ser impresso ou digital, e que algumas empresas também podem oferecer mostruários para que o cliente possa ver e manusear o produto.

Depois de conhecer esses seis motivos, você já está convencida de que se tornar uma revendedora de produtos pode ser uma boa ideia para conseguir aquela renda extra, ou total? Quais são os benefícios que você observa nessa carreira? Compartilhe suas impressões com a gente!

Comentários no Facebook