Os 6 erros mais comuns dos revendedores de produtos

0

Se tornar um revendedor de produtos é uma grande oportunidade de aumentar sua renda, conhecer bastante gente nova e até crescer em uma atividade profissional. Mas o seu trabalho precisa ser bem feito, para que você seja bem-sucedido nesta empreitada. Ao mesmo tempo em que é importantíssimo se preparar bem para entrar em contato com os clientes e fazer boas vendas, alguns erros devem ser evitados para não desgastar os seus relacionamentos e afastar seus contatos.

Quer ficar por dentro dos erros que podem ser prejudiciais para os revendedores de produtos? Conheça os seis erros mais comuns cometidos por esses profissionais e aprenda a evitá-los na sua rotina de trabalho!

Não ter informação detalhada sobre os produtos

Muitas vezes os produtos revendidos por esse profissional são básicos e fáceis de entender, especialmente se são itens para uso doméstico. Mas isso não significa que o revendedor de produtos não precise estudar e conhecer especificações do item, como o material em que foi construído ou maneiras diversas e criativas para o cliente usá-lo na sua rotina. Essas informações podem ser um diferencial na hora de você fechar negócio, já que será capaz de tirar as dúvidas do cliente com muito mais facilidade!

Falar demais nas visitas e reuniões com clientes

É claro que você deve explicar muitos detalhes e vantagens dos produtos que vende. Entretanto, o grande segredo de um bom revendedor de produtos está em ser capaz de ouvir muito mais do que falar. Dessa maneira você saberá projetar o que seus clientes querem ou precisam e suas indicações ou sugestões de itens serão bem mais certas para cada comprador.

Querer fechar as vendas muito rapidamente

Quando os revendedores de produtos tentam empurrar alguns produtos para um cliente, insistindo em fechar a venda com muita intensidade, o comprador pode ficar intimidado e até mesmo desistir do negócio.

Nesse tipo de atividade, vale muito a pena criar relacionamentos que sejam de longo prazo, para que você possa colher os benefícios em um futuro próximo. Se o cliente não comprou com você agora, pode ser que adquira os produtos no mês que vem, quando sentir mais confiança no seu trabalho. Mantenha a calma e seja seguro nas suas apresentações.

Elevar os preços com frequência

Em um negócio de revenda, você tem liberdade para vender os itens da marca que representa pelos valores que quiser. O ideal, entretanto, é reajustar os preços somente uma vez por ano, acompanhando o aumento do fabricante.

Estipular um aumento de preço de forma arbitrária, especialmente quando essa elevação de preço é frequente, pode afastar sua clientela.

É claro que essa estratégia não se aplica às promoções. Na verdade, baixar os preços por certo período vai atrair mais clientes e gerar nas pessoas uma sensação de urgência para comprar os produtos, antes que o abatimento de preços termine, permitindo que os revendedores de produtos lucrem mais com essa atitude.

Cobrar-se demais para bater metas de venda

É claro que todos os revendedores de produtos devem ter metas de venda. Isso vai fazer com que eles se esforcem mais, cultivem a seriedade no negócio que montaram e cresçam dentro da empresa que representam. Entretanto, você não pode deixar que as metas atrapalhem suas vendas, ao invés de lhe ajudar a criar soluções atraentes para aumentar o interesse dos seus clientes.

Elabore melhor suas estratégias de vendas antes de ir atrás de seus clientes, e se mantenha equilibrada e calma na hora desse contato!

Não alimentar os relacionamentos com os clientes

Vale a pena sempre ficar atento a atividades que podem ajudar a nutrir sua relação com seus clientes. Se você não valoriza esse relacionamento, seus clientes também não vão lembrar do seu serviço na hora que precisarem de seu produto.

Crie estratégias para alimentar esses relacionamentos, estabelecendo atitudes simples para o seu dia a dia como:

  • Retornar as chamadas ou e-mails que os seus clientes enviam para você;
  • Tirar dúvidas de seus contatos rapidamente (tanto por telefone, quanto nas redes sociais);
  • Ter o hábito de enviar cartões ou telefonar para seus clientes parabenizando pelo aniversário ou em datas comemorativas específicas, como Páscoa ou Natal.

Com essas pequenas ações, seus clientes vão se sentir lembrados, e também se lembrar de você constantemente.

 

Você já trabalha como revendedor de produtos? Acredita que tenha cometido alguns desses erros? Compartilhe conosco a sua experiência!

Comentários no Facebook